Bastille: os da vez!

001

Se você ainda não ouviu a banda inglesa Bastille está perdendo o melhor do indie rock do momento. Sem exagero. Novinha, novinha, formada em 2010, Bastille é um projeto do vocalista Dan Smith que um dia, em seu quarto, compôs “Pompeii” e resolveu apostar na canção. O nome Bastille é devido à queda da Bastillha, a velha fortaleza que se tornou um símbolo – além do início – da Revolução Francesa. Em 2010, então, Dan ainda trabalhava em um bar e estudava literatura inglesa. Uma das vozes mais bonitas do momento, Dan sobe ao palco acompanhado por Chris Woody, William Farquarson e Kyle Simmons. Coloque agora para tocar “Things We Lost in the Fire”, do album “Bad Blood”, lançado em 2013. É uma das melhores faixas. Este ano, o Bastille vem ao Brasil para a edição 2015 do Lollapalooza e o show acontecerá no sábado, 28 de março. Se curtir, é bom garantir o ingresso já.

A estreia do disco “Bad Blood” no Reino Unido foi no topo. “Pompeii” explodiu no mundo, inclusive foi uma das faixas mais tocadas nas rádios brasileiras em 2014. “Bad Blood” vendeu mais de dois milhões de cópias e ajudou o Bastille a ganhar um Brit Award em 2014 como Artista Revelação, além de ter sido indicado às categorias Álbum Britânico do Ano, Single Britânico do Ano e Grupo Britânico do Ano. Os fãs mais ansiosos não aguentam mais esperar pelo novo álbum e tem se contentado com outros trabalhos como “VS. (Other People’s Heartache pt III)”, em parceria com as irmãs Haim, Angel Haze, Rag N Bone Man, entre outros.

Ouça “Things We Lost In The Fire”!

A experiência do Bastille é um tanto diferente das demais bandas, que acabam convivendo entre si – ou antes de estourarem costumam conviver nos mesmos bairros ou bares onde pipocam novidades. Dan não tinha nenhuma dessas experiências, menos ainda seus companheiros. Então, foi apenas com o estouro de “Pompeii” que eles garantiram participações em festivais como Coachella, Glastonburry e Isle of Wight.

Uma das delícias de ouvir o Bastille é o quanto eles experimentam outros sons, além dos característicos do rock. Bem no comecinho da banda, havia um violinista e um violoncelista. Então é fácil perceber, e ótimo, um toque de música clássica nas canções. Para simplificar todo o repertório da banda, para um aquecimento pré Lollapalooza, indicamos as músicas: “Icaro”, “Overjoyed”, “Laura Palmer”, “Oblivion” – que fez parte da quarta temporada de “The Vampire Diaries” – e a regravação de “Of The Night”.

Mineiros e cariocas que não virão para o festival terão a grande oportunidade de assistir aos londrinos antes dos paulistanos. Dia 25 eles cantam em Belo Horizonte e dia 27 no Rio de Janeiro. E para encerrar com uma grande notícia, Bastille foi indicado ao Grammy 2015 como Artista Revelação. O páreo será duro ao lado de Iggy Azalea, Haim, Sam Smith e Brandy Clark. A banda concorre também com o remix de “Pompeii” feito pelo DJ Audien. Todos, então, ligados na telinha no domingo, 8 de Fevereiro. Antes, podem ouvir até cansar os ouvidos. Mas duvidamos.

Eliana de Castro Written by:

Jornalista pós-graduada em Cultura pela FAAP, é mestranda em Ciência da Religião pela PUC-SP. Contato: eliana.faustomag@gmail.com

Comments are closed.